segunda-feira, 17 de março de 2008

Cegueira Bendita


Ando perdida nestes sonhos verdes
de ter nascido e não saber quem sou,
Ando ceguinha a tatear paredes
E nem ao menos sei quem me cegou!


Não vejo nada, tudo é morto e vago...
e minha alma cega, ao abandono
Faz me lembrar o nenúfar dum lago
'Stendendo as asas brancas cor de sono...


Ter dentro d'alma a luz de todo mundo
E não ver nada neste mar sem fundo,
Poetas meus irmãos, que triste sorte!...


E chamam-nos a nós Iluminados!
Pobres cegos sem culpas, sem pecados,
A sofrer pelos outros te' à morte!

(Florbela Espanca)
p.s.

Estava à toa da vida, pensando angustiadamente em como controlar a corrente de emoções que brotavam do meu peito. Então porque não degustar um pouco das linda viagens proporcinadas pelos sonetos.
(foto- o caminho para Porto Velho- Manu Falqueto)

5 comentários:

Suellen Verçosa disse...

Ai amiga, assim vc me mata, venho dar uma passada aqui e encontro Florbela Espanca, quase morri, juro, só porque os versos dela são profundos!

Como vc amiga, uma pessoa profundamente cheia de coisas boas dentro de si!

Nem preciso falar que te amo né?

bjus

Samuel Bryan disse...

uow! assistiu Paris, te Amo! e nem me falou
por isso q a Veriana veio pedir pra mim então
uhauahauhauh
to pensando em fazer um inventário de todo os meus filmes e livros, é uma ideia meio idiota, mas deu vontade oh
hahahaha

saudade!
muita mesmo
=/

beijos

Veriana Ribeiro disse...

eu amo Florbela, já li dois livros, ou totalmente apaixonada pelos poemas dela desde meu aniversário, quando um queridissimo amigo meu me deu o livro dela dizendo "que eu merecia ler um livro tão bom" (uma das melhores homanagens e presentes que já recebi).

Eu começei a ler pensando "nossa, que poema lindo. " ai começou a falar sobre um irmão e eu pesei "Isso é tão florbela Espanca, esse amor por um irmão" e quando leio de quem é o poema fiquei simplesmente maravilhada. Um poema dela que eu não conhecia.

Obrigada. Que seu blog continue trazendo essas coisas lindas para lermos e vermo. (adorei a foto por sinal)

beijos linda!

Cocão disse...

Poetisa ;]
Saudades dos tempos que não houveram
e das lembranças que deveriam por ter havido.

(acho q errei bocado na escrita ae)

;*

Helder Júnior disse...

Coinscidência eu ler isso 3 dias antes de operar da miopia. Hahaha.
Bjus